quarta-feira, 23 de outubro de 2013

10 Mil no Independência. Será?

E numa "Operação de Guerra" a diretoria do América promove descontos extra campo para que o torcedor vá ao estádio nos dois próximos jogos: dia 29/10 (terça-feira) contra o Paysandu, e depois contra o Asa, dia 1º/11 (sexta-feira).A exemplo dos torcedores que impulsionaram o time em 2010 em busca do acesso a série A na Arena Jacaré (jogo contra o Sport).

Duas questões vem em minha mente:

A primeira é se Marcus Salum realmente prestou atenção no descontentamento da torcida e nas mobilizações feitas não só nas redes sociais mas também nas arquibancadas. Até que ponto dar notas soltas aqui e ali irá deixar o torcedor americano "satisfeito"?

Li no site do América que o atacante Alessandro compreende a insatisfação do torcedor e o convoca para a "Operação de Guerra".... Sinceramente? Li e não me convenci. Me pareceu um texto bem escrito e direcionado a um atleta que tem grande afinidade com o torcedor. E só.

Se a reunião entre diretoria e torcedores realmente acontecer. Torço para que se esclareça questões muito maiores que contratações e descontinuações de jogadores e técnicos.Torço para que não passem mel em nossa boca com promoções de cerveja, prêmios para sócio-torcedor e blá, blá, blá.

A segunda questão é com relação aos preços de ingressos mais acessíveis. Tenho receio de torcedores de outras agremiações infiltrem em nossa torcida para estimular brigas e tirar o brilho do evento. Serão jogos difíceis, onde os ânimos estarão a flor da pele... sei que há segurança, mas é bom retornar a dizer: Atleticanos pensam que o Independência é deles, não vão deixar isso barato, além disso adoram nos humilhar, chamando-nos de "Méquinha", torcedores que cabem em uma Kombi...etc.

Calar a boca desse povo em campo é melhor que com um soco*. Mas que dá vontade dá.
(*sem querer estimular a agressão física)

Finalizo com meu maior e mais sincero desejo de ver o meu time rumo a vitória, com alma renovada e com espírito realmente aguerrido e competitivo. Que este pacote promocional venha trazer mais benefícios a aqueles que realmente tem amor pelo América e que reduza as desigualdades sociais da torcida, unindo-a sob um manto verde e branco. Meus votos de muito sucesso a todos amigos que buscam esclarecimentos sobre a gestão administrativa do Clube.

E que Deus Salve o América.

créditos da imagem: Duke.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Hoje tem Sport x América.

BLITZ DO BRASILEIRÃO

América contrata gerente de futebol

Na busca pelo acesso em 2013, clube já pensa na Temporada 2014
América contrata gerente de futebol

Por Assessoria AFC
Recife/PE
América contrata gerente de futebol

O América contratou o novo responsável pelo Departamento de Futebol. Trata-se de Flávio Lopes, profissional campeão mineiro pelo Coelho em 1993 como atleta e Campeão da Copa Sul Minas, em 2000, como treinador.

Profundo conhecedor do América, Flávio se preparou para trabalhar como gestor e pretende alcançar, como dirigente do clube, o mesmo sucesso que teve como atleta e treinador.

A apresentação de Flávio Lopes será feita pelo membro do Conselho de Administração Marcus Salum, na próxima quinta-feira, em local e horário ainda a serem definidos. Na noite de quinta-feira, Flávio Lopes segue para Fortaleza, quando se juntará ao grupo que encara o Ceará na sexta-feira. Sua apresentação aos novos colegas de trabalho será feita pelo membro do Conselho de Administração Francisco Santiago, que está chefiando a delegação no Nordeste brasileiro.

Com a chegada do novo gerente de futebol, Alexandre Faria, que acumulava a função, volta a se dedicar exclusivamente à Superintendência Geral do clube.  

Arbitragem e boa seguram o Coelho

Árbitro mineiro ignora pênalti em Nikão e América fica no empate com o Boa Esporte


Por Assessoria AFC
Arbitragem e boa seguram o Coelho

Belo Horizonte
Arbitragem e boa seguram o Coelho

Com mais uma péssima arbitragem, o América empatou sem gols com o Boa Esporte nesta sexta-feira, 11/10, na Arena Independência, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo sem apresentar um grande futebol devido ao jogo amarrado pelas seguidas faltas cometidas pelo time de Varginha, o América poderia ter saído com a vitória se o árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro tivesse marcado um pênalti claro em Nikão no primeiro minuto do segundo tempo.

Com o empate, o Coelho se mantém na oitava colocação, com 44 pontos. Na próxima semana, o time americano fará dois jogos seguidos fora de casa, contra o Sport, em Recife, na terça-feira, e na sexta contra o Ceará, em Fortaleza.

Nos primeiros 10 minutos, o América criou duas boas oportunidades, com Bady e Elvis. O Coelho teve maior posse de bola na primeira parte do jogo, porém sem conseguir superar a forte retranca do Boa Esporte. Na saída para o intervalo, o goleiro Matheus falou sobre a postura do time em campo. “Não conseguimos sair da marcação individual e deixamos a desejar. Agora é ouvir o Silas para ver onde temos que melhorar para sairmos com a vitória”.

O técnico Silas fez uma alteração no intervalo, trocando Danilo pelo jovem Carlos Renato. E logo em seu primeiro lance o lateral lançou Nikão na grande área. O meia atacante foi empurrado por seu marcador, mas o árbitro Ricardo Marques Ribeiro não marcou a penalidade e levou jogadores e torcedores ao desespero.

O lance só aumentou o apetite americano pelo seu gol que, empurrado pela torcida, foi construindo mais oportunidades. Aos 11 minutos, o volante Andrei Girotto arriscou de fora da área e, no rebote do goleiro, Marcão finalizou fraco, facilitando a defesa de Douglas (FOTO).

Aos poucos, porém, o time foi caindo de produção e parando na marcação e nas faltas cometidas pelo adversário. E, nos contra-ataqes, o Boa Esporte levou perigo ao gol Matheus, que mostrou estar em grande fase ao realizar duas defesas salvadoras. Aos 24 minutos, ele abafou nos pés do atacante Malaquias, evitando o gol que parecia certo, No último minuto de jogo, ele impediu novamente a derrota e tiroui a bola dos pés do atacante Caranga. (No final do jogo, Matheus recebeu o abraço do goleiro reserva Glaycon, em reconhecimento a sua grande atuação) 
O América respondeu com Fábio Júnior, que havia entrado no lugar de Marcão. O atacante dominou e finalizou da entrada da pequena área, mas a bola parou nas mãos do goleiro Douglas.

Ficha do Jogo
AMÉRICA 0 x 0  BOA ESPORTE
29ª rodada da Série B do Brasileiro
Estádio Independência, em Belo Horizonte

Público: 1.008 pagantes
Renda: R$ 18.270,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Ricardo Vieira Rodrigues e Wesley Moreira Carvalho

Cartões Amarelos:  Jaílton (América); Thiago Carvalho, Marcelinho Paraíba, Moisés (Boa Esporte)

AMÉRICA
Matheus; Elsinho, Jaílton, Vitor Hugo e Danilo (Carlos Renato); Gualberto, Andrei Girotto, Elvis, (Tiago Alves), Bady; Nikão e Marcão (Fábio Júnior). Técnico: Silas

BOA ESPORTE
Douglas; Rafinha, Ciro Thiago Carvalho e Petros; Moisés, Betinho, Vinícius Hess e Marcelinho Paraíba (Felipe); Malaquias e Fernando Caranga (Luis Paulo).  Técnico: Nedo Xavier

domingo, 6 de outubro de 2013

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Coelho revela valor da transação de Rodriguinho com o Corinthians

Dirigente diz que 12 grandes clubes do futebol brasileiro fizeram proposta
Por GLOBOESPORTE.COM
Belo Horizonte
Rodriguinho, do América-MG? (Foto: Maurício Paulucci)
(Foto: Maurício Paulucci / Globoesporte.com)

A saída de Rodriguinho do América-MG foi dramática. O jogador chegou a ser anunciado como jogador do El Jaish, do Catar. O valor da venda girava em torno de 4,5 milhões de euros (cerca de R$ 13,5 milhões). No entanto, a transação com o futebol árabe melou, e a diretoria do Coelho teve que decidir rapidamente qual seria o destino do jogador. O superintendente-geral do América-MG, Alexandre Faria, revelou que o jogador foi vendido por R$ 4 milhões e que ficará no alvinegro paulista por três anos e meio. O Timão tornou-se detentor de 50% dos direitos do jogador, enquanto o Capivariano segue com 40%, e o América-MG com 10%. Além de Rodriguinho, o Corinthians também acertou a contratação de Diego Macedo.

O Coelho perdeu cerca R$ 5,7 milhões, entre o que receberia na negociação do clube árabe e o que receberá do Corinthians. Rodriguinho chegou a chorar em uma reunião ao pedir para ser negociado com um clube do Brasil. A diretoria do América-MG revelou que Cruzeiro, Atlético-MG, São Paulo, Palmeiras, Santos, Corinthians, Botafogo, Flamengo, Fluminense, Vasco, Internacional e Grêmio fizeram propostas pelo atleta. No entanto, as melhores foram de Santos, Corinthians, Flamengo, Inter e Grêmio. A transação para o Corinthians contou com a ajuda do BMG.

O América-MG contratou um escritório de advocacia e prometeu acionar a Fifa para pedir uma indenização, já que sentiu-se lesado pela não concretização do negócio com o clube do Catar. O Coelho, o jogador e o El Jaish já haviam acertado tudo, mas a equipe do Oriente Médio não emitiu o visto de trabalho, e a transferência não se concretizou.

Adeus, Coelho

Depois de todo o imbróglio com a negociação de Rodriguinho, a rescisão do jogador com o América-MG é oficial. O término do contrato com o Coelho foi publicado nesta quinta-feira no Boletim Informativo Diário, o BID, da CBF. O jogador deverá ser apresentado oficialmente no Corinthians nesta sexta-feira, após o treinamento do CT Joaquim Grava.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Paraná 0 x 1 América. Gol do Bady.

América vence com raça e sabedoria

Como previsto por parte da torcida americana, desde o primeiro minuto o América partiu para cima do Paraná e o resultado veio logo aos sete minutos com o gol do meia Bady que, após a bola desviar na zaga, bateu no canto direito do goleiro Luis Carlos. 

O América Mineiro é um time engraçado, raramente ganha em casa e em jogos fora mostra boas jogadas e cria oportunidades que infelizmente acabam nas péssimas finalizações.

Ontem assisti um jogo equilibrado, inteligente e com algum entrosamento.Não consigo entender os erros de falta graves que  alguns jogadores teimam em cometer, como o do zagueiro Vitor Hugo, que foi expulso após cometer falta na entrada da área.

A arbitragem foi muito ruim e a impressão que tive foi que o árbitro estava, na maioria das vezes, completamente perdido diante das faltas do adversário. O América conseguiu segurar a pressão do Paraná e levamos mais 3 pontos para a tabela, mas estamos longe ainda do G4.

Em tempo: Boto fé no garoto Bady. É esforçado, raçudo, tem potencial.


Deus Salve o América.
Pra cima deles Coelhooooo.